Uma Lição de VIM #9: Localizar e Substituir

(Essa é a parte em que você vai precisar aprender expressões regulares — mais uma vez.)

Uma coisa relativamente comum quando se está programando é substituir todas as ocorrências de uma palavra por outra[1]

Para fazer “localizar e substituir” (“search and replace”) existe o comando :substitute em modo de comando (ou simplesmente :s).

Até aí sem problemas, mas existe uma pequena pegadinha (na verdade, duas, mas uma de cada vez): :s é, na verdade, :{range}s, onde {range} é a parte do texto que o comando :s deve ser executado — e sim, eu sei que não falei sobre este tipo de comando antes, mas essa era a melhor oportunidade.

Então, {range}. {range} é opcional e, se não for passado, o comando será executado da linha atual. Isto, obviamente, não é muito útil. {range} é formado por um par[2], separado por vírgulas, indicando o início e o fim da execução do comando.

O uso básico de {range} é “linha inicial,linha final“. Por exemplo, :1,5s irá executar o comando :s entre as linhas 1 (a primeira, não existe linha 0 no VIM) e 5.

E, mais uma vez, existem indicadores especiais, inclusive para {range}.

Um número indica o número da linha, como já comentei. $ é a última linha do arquivo (assim, :1,$s irá executar :s em todo o arquivo); % é um alias para 1,$ (ou seja, todo o arquivo); '{marcador} irá, obviamente, utilizar os marcadores (ou seja, :'a,'bs irá executar :s entre o marcador a e o marcador b — E marcadores entre arquivos [em maiúsculas] não são permitidos).

(E existe outros dois marcadores especiais que eu não comentei antes por achar que não há uso fora do :s que são '< e '> que indicam, respectivamente, o início e o fim da região visual — mas o VIM vai adicionar estes dois marcadores automaticamente se você tiver uma região visual selecionada e pressionar : e por isso ficaram pra trás. Então não se assuste se o VIM começar a colocar coisas na linha de comando sem que você tenha digitado.)

Daqui pra frente, eu vou colocar o comando como :%s, já que esta é a execução mais comum do comando. Mas lembre-se que % = 1,$ = do começo ao fim.

:%s funciona, assim como a pesquisa, com expressões regulares, só que ao invés de termos uma expressão, teremos duas: a de pesquisa e a de substituição. Em casos mais simples, onde você quer substituir “palavra 1” por “palavra 2”, o comando será :%s/palavra 1/palavra 2. Mais uma vez, conhecer expressões regulares vai ajudar aqui — e fica a dica para olhar sobre “grupos”.

A segunda pegadinha é que :%s executa o comando em cada linha do range e, como padrão, somente a primeira ocorrência é substituída. Assim, se “palavra 1” existir mais de uma vez em uma linha, somente a primeira será alterada.

Para resolver isso, você deve usar o terceiro parâmetro de :%s, {flags}. As flags mais comuns são:

g
Substitui todas as ocorrências da expressão de procura na linha, não apenas a primeira.
i
Ignora maiúsculas e minúsculas (“ignore case”)
c
Pede confirmação em cada alteração.

Concluindo: para substituir “void” por “int*” em todo o arquivo mas apenas no começo da linha, ignorando se está em maiúsculas ou minúsculas (porque o estagiário pensou que estava digitando uma monografia), mas confirmando cada mudança, você faria :%s/^void/int*/ic (como é apenas no começo da linha e nós forçcamos isso na expressão regular — o ^ ali — não precisamos usar a flag g, já que não teria efeito nenhum).

[1] E, mas pra frente, veremos que existem plugins que deixam esta parte mais fácil.

[2] Na verdade, não e um par mas, de novo, fazer substituição em apenas uma linha não é muito útil, principalmente considerando os comandos que o VIM tem para movimentação do cursor.